9.5. ACOLHIMENTO AO LUTO - SSAL

Finalidade do Serviço: Acolher a família no momento do óbito, proporcionando atendimento humanizado com qualidade e privativo, priorizando o preenchimento da documentação necessária para a liberação do corpo do ente querido do morgue (necrotério) do Hospital de Clínicas.

Como ocorre o atendimento:
Unidade onde ocorreu óbito (ambulatório/internação/centro cirúrgico), entra em contato com o SSAL e nos dirigimos até o local para o acolhimento inicial ao familiar. Este não estando presente no momento do óbito, realizamos contato telefônico solicitando presença dos mesmos, portando documentos, para contato com equipe médica da unidade.
 
Documentos
Documento oficial legal com foto, pode ser: Carteira de Identidade, Carteira Profissional, Carteira de Motorista, do familiar de 1º grau, e do paciente.
 
Local: a sala do Serviço Social de Acolhimento ao Luto fica nas dependências da Anatomia Patológica, 2º andar do prédio Central, próximo ao MORGUE (necrotério).
 
Contatos e Horário de Atendimento:
O Serviço funciona de 2ª à 6ª feira das 07h às 19h.
Contato: 3360-7987
 
INFORMAÇÕES :
Esclarecimentos relacionados aos procedimentos com funeral deverão ser obtidos junto ao Serviço Funerário Municipal, cujo atendimento é 24 horas ininterruptos, através dos fones 3313-5772 / 3313-5773 / 3313-5777
 
A localização é junto ao Cemitério Municipal São Francisco de Paula 
(em frente as escadarias que dão acesso ao Cemitério Municipal).
 
Importante lembrar, sempre que possível, ter um acompanhante junto com o familiar que irá tratar do funeral, para que possa contribuir nas tomadas de decisões evitando sofrimento maior para o mesmo. Além do que o familiar estará fragilizado, não tendo condições de avaliar o que seria indicado para o momento.
As despesas básicas financeiras relacionadas ao óbito compreendem: Funeral ( urna funerária + ornamentação) + aluguel de capela para o velório + jazigo
Existe a possibilidade de sepultamento gratuito, urna funerária + jazigo (por três anos), após avaliação do Serviço Funerário Municipal. Para tanto, faz-se necessário o cidadão fazer parte de programas sociais do governo, comprovando com a apresentação do benefício social ao Serviço Funerário Municipal.
 
Declaração de Óbito
É o documento-base do Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. Com as informações contidas neste documento o Ministério conhece as principais causas de morte na população, assim como a idade, o sexo e onde ocorrem. Estes dados são importantes para a elaboração das políticas públicas de saúde no País, Estado e Município.
A declaração de óbito é composta de três vias carbonadas. As duas primeiras cópias(branca e amarela) são entregues à família do falecido para providenciar: registo do óbito no cartório (cópia amarela ), onde será elaborado o Atestado de óbito e a cópia branca será entregue ao Serviço Funerário Municipal (SFM), para autorização do sepultamento. Esta via é depois enviada para a Secretaria Municipal de Saúde. A terceira cópia fica no hospital (folha rosa) e é utilizada para análise nas comissões de óbito. A responsabilidade do preencimento é do médico e deve ser preenchido após a constatação do óbito, pelo médico assistente, substituto ou pelo Instituo Médico Legal (IML). É necessário estedocumento para realizar o sepultamento. Deverá ser entregue aos familiares que estão acompanhando o falecido